Um Camaro pra ninguém botar defeito

2017-Chevrolet-Camaro-ZL1-018 (2250 x 1497)

Ele é conhecido como ZL1, o mais bravo dos Camaro. E, com certeza, o modelo 2017 vai ser uma das grandes atrações no Salão de Nova Iorque, que vai do próximo dia 25 até 3 de abril. Tanto que a Chevrolet anuncia que ele está pronto para desafiar os cupês esportivos mais avançados do mundo. Credenciais para isso ele tem. O motor é um V8 de 6,2 litros de cilindrada Supercharged, que entrega nada menos do que 649 cavalos e 88,5 kgfm de torque. Além disso, em relação ao modelo anterior, ele perdeu 91 quilos, ganhou 60 cavalos de potência e 11 kgfm de torque, melhorando ainda mais a boa relação peso/potência. Apesar da marca ainda não ter divulgado os valores, é de se esperar uma aceleração de 0 a 100 km/h em menos de 4 segundos e uma velocidade máxima acima dos 300 por hora!
Outra afirmação é que não será preciso comprar nenhum pacote opcional para incrementar o desempenho. Ele já vem pronto, inclusive com 11 trocadores de calor para garantir o resfriamento ideal do conjunto motopropulsor. Ele estará à venda até o final deste ano.

Tudo nele foi projetado visando o desempenho. O interior, revestido em couro e Alcântara, é do tipo 2+2 e tem bancos dianteiros esportivos da Recaro, com abas laterais para segurar firme o corpo do motorista e acompanhante em curvas. O quadro de instrumentos é completo com a parte central configurável por meio de um botão no volante. Foram mais de 100 horas no túnel de vento para aprimorar a aerodinâmica e a refrigeração. O resultado foi uma frente mais agressiva com enormes entradas de ar, para-lamas dianteiros mais largos, spoiler, saias laterais e um aerofólio na traseira. O capô também é novo e se diferencia pelo recorte para extrair o calor do vão do motor e a capa do sistema de alimentação em fibra de carbono.

As rodas de aro 20 polegadas, são em liga leve forjadas e calçadas com pneus feitos especialmente para ele, de perfil baixo: 285/30 ZR20 na frente e 305/30 ZR20 atrás. A suspensão é do tipo Magnetic Ride que se adapta automaticamente às condições de uso do carro; a tração é traseira com diferencial de deslizamento limitado, comandado eletronicamente. Tem, ainda, o Lauch Control (controle de largada) para arrancadas sem perda de tração. Para segurar a fúria toda, o ZL1 é equipado com freios a disco dianteiros, com nada menos de 390 milímetros de diâmetro e pinças com seis pistãos, da famosa marca italiana Brembo.

O câmbio manual de 6 marchas é de série, mas ele pode ser encomendado com um inédito automático de 10 marchas, que permite trocas rápidas por meio de borboletas atrás do volante ou na alavanca de seleção. Segundo a Chevrolet, até o fim de 2018, esse câmbio estará em mais 8 modelos da marca.
Agora, curta o ronco e o visual da fera no vídeo abaixo.

Fotos e filme: divulgação Chevrolet

 

Deixe seu comentário: