Novos ventos

VW Passat 2016

Já não era sem tempo. A oitava geração do Passat, agora como modelo 2016, já tem data marcada para ser vendido no Brasil: janeiro do próximo ano. E, apesar do atraso, chega com boas credenciais: depois de ter sido apresentado mundialmente no Salão de Paris de 2014, foi eleito o Carro do Ano 2015 na Europa.

Nome de um vento que sopra do leste para o oeste na Europa, o Passat sempre teve uma importância muito grande para a Volkswagen. Em 1973, foi o primeiro carro da marca a ter motor refrigerado a água e tração dianteira. História que repetiu no Brasil em 1974, tornando-se um dos carros mais desejados de nosso mercado. Aqui, foi produzido até 1988, quando deu lugar ao Voyage. Lá fora, o Passat cresceu e subiu de categoria. Porém, pela fama de bom produto que deixou no mercado brasileiro, passou a ser importado, oficialmente, pela Volkswagen a partir de 1993, quando já estava em sua quarta geração.

Mais sofisticado e tecnológico, esta oitava geração é feita em cima da nova plataforma da Volkswagen chamada de MQB, ou Matriz Modular Transversal, que permitiu uma redução de peso de 24 quilos em relação ao anterior. Como nessa plataforma o eixo dianteiro foi deslocado em 29 milímetros para frente e o traseiro em 17 para trás, a distância entre-eixos do sedã alemão aumentou em 79 mm em relação à anterior (agora tem 2.791 mm), deixando o novo Passat com um espaço interno maior. Além disso, ambas as versões vem com sistema Start/Stop, que desliga e religa o motor automaticamente em paradas breves, ajudando a economizar combustível na cidade.

Será vendido aqui em duas versões, Comfortline e Highline. Com linhas mais limpas e que lembram um cupê, o novo sedã carrega nos cromados, principalmente na frente, onde a grade se integra aos faróis. As lanternas traseiras são em LED.

Internamente o novo Passat é recheado de novidades. A principal está na possibilidade de ser equipado com o quadro de instrumentos totalmente digital, igual ao do Audi TT. Nele, também podem ser colocadas as informações de navegação, numa tela que atinge até 12,3 polegadas e garante mais segurança ao dirigir. Falando em equipamentos, a versão Comfortline vem com bancos dianteiros com aquecimento e regulagem elétrica apenas do encosto do motorista; seis airbags (dianteiros, laterais e de cortina), e ar-condicionado digital de três zonas (uma exclusiva para quem senta atrás).

passat 8 (1600 x 1200)

Entre os mimos, além de porta-luvas refrigerado, abertura da tampa do porta-malas por meio de sensor sob o para-choque traseiro, sistema de desbloqueio das portas por aproximação, partida do motor por botão, sistema multimídia com tela de 6,5 polegadas; App-Connect para conectividade com smartphones e rodas de aro 18 polegadas em liga leve.

Na versão Highline, os bancos dianteiros são totalmente elétricos, incluindo massageador lombar e memória de posição para o do motorista; tem câmara de ré; faróis em LED com sistema automático para o facho alto/baixo; aletas atrás do volante para troca de marchas sequenciais; e revestimento em couro sintético. Nessa versão, é possível, ainda, colocar como opcional o pacote Premium, que engloba um sistema de infotainment com tela sensível ao toque de 8 polegadas; som com 700 watts e 11 alto-falantes; sistema Pro-Active, que toma medidas preventivas de segurança em caso de ameaça de acidente, como por exemplo, durante uma freada forte; Park Assist, que estaciona o carro em vagas perpendiculares e paralelas; controle de cruzeiro adaptativo, que mantém a distância do carro da frente automaticamente; o quadro de instrumentos digital; e o assistente de mudança de faixa. O teto solar é opcional nas duas versões.

Na mecânica, também tem novidades. O motor 2.0 TSI, com turbo e duplo sistema de injeção (direta e indireta), agora tem 220 cavalos de potência, 9 a mais que a geração anterior, e 35,7 kgfm de torque, um ganho de 7 kgfm. O câmbio é robotizado de dupla embreagem, com seis velocidades. O conjunto também pode ser programado por meio do sistema DCC (controle dinâmico de chassi) em cinco modos diferentes de condução: Comfort, Normal; ECO; Individual; e Sport. O sistema ainda controla as válvulas dos amortecedores para que se ajustem às diferentes maneiras de condução.

Com essas evoluções, o novo Passat é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 6,7 segundos (7,6 na versão anterior) e chegar à velocidade máxima de 246 km/h (contra 210 km/h).

Fotos: divulgação VolksWagen

Deixe seu comentário: