Na subida, na descida ou no plano, tanto faz!

DICA SEGURA

Estacionar um automóvel é uma operação corriqueira, que não tem segredos para a maioria dos motoristas. Quando você faz isso em uma subida, na descida ou no plano, age da mesma maneira. Aciona o freio de estacionamento e desliga o carro. Certo? Errado!

Ao andar com o carro, todos os sistemas aquecem. Inclusive as lonas ou pastilhas e as panelas ou os discos do freio traseiro, que, por isso, se dilatam. Ao parar, aos poucos tudo vai esfriando e se contraindo. Se não acionamos o freio de estacionamento com força e o carro está numa inclinação, ele pode se movimentar atropelando pessoas ou causando outro tipo de acidente. Uma atitude simples e segura para evitar isso tudo é puxar bem o freio de mão e deixar, também, a primeira marcha engrenada, pois, se o freio não “segurar” direito, o câmbio o fará. Faça isso também no plano, pois se o carro estiver “solto” será fácil para alguém empurrá-lo tirando-o do local seguro que você o deixou.

Não se preocupe com possíveis estragos na caixa de marchas, pois se ela aguenta arrancar o carro do lugar, mantê-lo parado “é fichinha” para ela. Muitos, igualmente, não fazem isso achando que, em caso de uma batida, o câmbio também será afetado causando um prejuízo maior ainda. Caso isso aconteça, também não vai estragar nada.

Se o carro tiver câmbio automático, não deixe de estacionar sem colocar a alavanca em P, de parking, pois, nessa posição, ele faz isso automaticamente. E, da mesma forma, não se preocupe, não vai estragar nada.

Esse procedimento, nos dois casos, por ser bem mais seguro, está até no manual do proprietário e, caso não se lembre, também no Código de Trânsito Brasileiro e é passível de multa.

 

Fotos: Emilio Camanzi

Deixe seu comentário: