Novo de ponta a ponta

Chevrolet Cruze

Outra boa novidade que está sendo apresentada no Salão de Detroit 2016, nos Estados Unidos, e que muito nos interessa, é o Chevrolet Cruze segunda geração.

Completamente reformulado e com um design bem ousado, ele incorpora o novo padrão visual da marca e deverá começar a ser vendido nos EUA, ainda neste primeiro semestre. Vai ser vendido em mais de 40 países e a previsão é que chegue ao Brasil até o fim do ano, só que, agora, vindo da Argentina, onde deverá ser fabricado.

chevrolet-cruze-2016-1435232743584_615x470

Ele é construído sobre a plataforma que a GM denomina D2XX, com a mesma arquitetura geral da nova geração do Opel Astra Europeu. Mais comprido e mais largo e com uma distância entre-eixos maior, o novo Cruze tem mais espaço interno para os passageiros que sentam atrás do que o modelo atual. Dependendo da versão, chega a ser 113 quilos mais leve que o modelo anterior, detalhe que ajuda a incrementar o desempenho e diminuir o consumo de combustível.

novo-Chevrolet-Cruze-2016 (11)

No quesito segurança, outro passo à frente: o novo Cruze tem 10 airbags (dianteiros, laterais, de cortina e para os joelhos do motorista). Conta, ainda, com equipamentos como monitor de pontos cegos, sistema anticolisão e alerta de mudança de faixa.

novo-Chevrolet-Cruze-2016 (9)

Na mecânica, a novidade é um motor 1.4 turbo de 153 cavalos e 24,4 kgfm de torque, muito eficiente e econômico. Especula-se que esse motor também equipará o modelo vendido no Brasil, principalmente na versão sedã, para fazer frente ao novo Honda Civic que virá com motor 1.5 turbo. Mas, o atual motor 1.8 com 144 cavalos com etanol e 140 com gasolina, deverá continuar a ser oferecido. O câmbio continua igual, manual ou automático com seis marchas. Terá, também, freios a disco nas quatro rodas e controles eletrônicos de estabilidade e tração de série.

Fotos: divulgação GM

2 comentários em “Novo de ponta a ponta

  1. O Cruze é sensacional, mas na versão atual faz 7 litros por quilometro na cidade, na versão manual. Na estrada, difícil chegar a 10 quilômetros por litro com etanol.
    Uma desvantagem na cidade vem dos pneus de banda estreita, o que gera muito ruido em função dos buracos.
    Mas é um carro delicioso!

Deixe seu comentário: