Agora, só com turbo!

Volkswagen Jetta 2016

Boa notícia para quem curte o Volkswagen Jetta. Além de ser produzido aqui, na fábrica da Volkswagen em São Bernardo do Campo, SP, as versões de entrada Trendline e Comfortline trocaram o velho motor 2.0 de 116 cavalos com gasolina e 120 com etanol, pelo eficiente e moderno 1.4 TSI turbo com injeção direta que fornece 150 cavalos. É o mesmo usado nos nacionais VW Golf e Audi A3, só que não é flex, ou seja, só queima gasolina.

ViewImage (1) (1853 x 1235)

Um ganho de peso, já que são 25% a mais de potência e 38% de torque em relação ao modelo anterior, suficientes para uma melhora considerável no desempenho: agora faz de 0 a 100 km/h em 8,6 segundos. Entre as coisas boas dessa mudança, é que os importantes controles eletrônicos de estabilidade e tração, além de bloqueio eletrônico do diferencial, agora são de série em todas as versões, bem como a direção elétrica. Outra é que, ao contrário do que aconteceu com o Golf e o A3 nacionais, que tiveram a suspensão traseira simplificada, o Jetta manteve a sofisticada multilink que permite uma maior estabilidade.

No câmbio não houve progresso. Tanto a versão Trendline como a Comfortline mantém a caixa automática de seis velocidades, com conversor de torque. Para quem quiser, a versão de entrada Trendline pode ser equipada com câmbio manual de seis marchas. A versão intermediária Comfortline só é disponível com câmbio automático e tem aletas para as trocas manuais sequenciais atrás do volante. A Highline, a topo de linha que continua vindo do México, é equipada com o motor 2.0 TSI de 211 cavalos, que faz com que o Jetta acelere de 0 a 100 km/h em 7,2 segundos e chegue aos 241 km/h de velocidade máxima. Nesta versão, o câmbio é o DSG de dupla embreagem com seis marchas.

Com um porta-malas de 510 litros e um bom espaço interno, o Jetta é um sedã indicado para a família, mas que não esquece o prazer ao dirigir aliado a um bom desempenho, resgatado agora nas versões de entrada e intermediária com o motor 1.4 turbo. Para a linha 2016 ele também vem equipado com o sistema de infotainment da Volkswagen, que permite o espelhamento de smarthphone com as plataformas MirrorLink, Android Auto e Apple Car Play.

ViewImage (5) (880 x 1320)

A parte não muito boa é que, com as novidades, o preço das versões intermediárias também subiu. Confira:

Jetta Trendline (manual)                           R$   78.230

Jetta Trendline (automático)                    R$   83.630

Jetta Comfortline                                        R$   89.750

Jetta Highline                                              R$ 103.990

 

Fotos: divulgação Volkswagen

Um comentário em “Agora, só com turbo!

  1. A VW estandartizou o motor 1.4 tsi gasolina com o mercado americano mas deixou de estandartizar a segurança. Enquanto nos outros países 6 airbags e esp viraram de série no modelo 1.4 tsi, aqui no Brasil seguimos com a solução dos 4 airbags e somente asr. Quem quer mais segurança é obrigado a pagar mais e comprar um Golf que beira 100mil reais ou ultrapassar os 100mil e ir no jetta highline.

    Um jetta comfortline manual também seria uma boa, por uns 84mil (ou 89mil com teto solar) seria uma boa opção para os jovens que querem um carro turbo bem equipado (ok, se ignorarmos a falta de esp e airbags de cortina)

Deixe seu comentário: