Um Kicks olímpico

Nissan Kicks

Agora é para valer. O todo poderoso Carlos Ghosn, CEO da Nissan, anunciou ontem, oficialmente, que o Nissan Kicks será produzido no Brasil e lançado no mercado, ainda em 2016. O que se especula é que a data provável da apresentação do Kicks seja na abertura dos Jogos Olímpicos, ainda que mostrem apenas um protótipo do modelo definitivo. Como a marca é uma das patrocinadoras das olimpíadas, seria o momento ideal para o lançamento de um veículo de concepção global.

fotos CEO-6667a

Notícia mais do que animadora para um começo de ano, em um país que está em crise econômica, como o nosso. Afinal, serão investidos 750 milhões de reais para a produção do modelo na fábrica da Nissan, em Resende, no Estado do Rio de Janeiro, e criados 600 novos empregos por conta do modelo, além de marcar o início de um segundo turno de produção.

O novo crossover é inspirado no Conceito Kicks, que foi exibido, pela primeira vez, no estande da Nissan no Salão do Automóvel de 2014, como um estudo de “Crossover Brasileiro”, para sentir a reação do público. Chamou muito a atenção e, logo após o término do evento, veio a decisão de fabricá-lo. E a exemplo do nome, deverá manter as linhas básicas do conceito.

IMG_2756 (1368 x 912)a

O Kicks foi criado pelo Centro Global de Design da Nissan no Japão, em parceria com a Nissan Design América, em San Diego nos Estados Unidos, e a Nissan Design América Rio, aqui no Brasil. Apesar de ser um projeto global, o mercado brasileiro será o primeiro a fabricar e a receber o novo crossover. A fábrica de Resende também abastecerá o mercado Latino Americano, além de fornecer componentes para outras fábricas, no exterior.

Com características de SUV, minivan e automóvel, será um novo rival para os recém lançados Honda HR-V, Jeep Renegade e Peugeot 2008, além dos veteranos Ford EcoSport e Renault Duster. Ainda não foram divulgados detalhes técnicos do novo modelo, mas é de se esperar que tenha os motores 1.6, atualmente usados nos Nissan March e Versa (111 cavalos com gasolina e etanol), além do 2.0 do Duster (143 cv com gasolina e 148 cv com etanol), já que a Nissan faz parte do grupo Renault.

 

Fotos: divulgação Nissan do Brasil

Um comentário em “Um Kicks olímpico

Deixe seu comentário: