SALÃO DE FRANKFURT – BMW tem novidades para nós também

Como uma das anfitriãs do Salão de Frankfurt, na Alemanha, a BMW não poderia deixar passar em brancas nuvens a maior e uma das mais importantes mostras internacionais de automóveis. Serão quatro atrações importantes, sendo duas que nos interessam diretamente: a segunda geração do BMW X1, que será produzido no Brasil no primeiro semestre de 2016, e o novo Série 3, que ainda não tem data de início de produção na fábrica da marca, em Araquari, Santa Catarina. Até lá, continuarão sendo produzidos e vendidos os modelos atuais. As outras atrações são o novo Série 7 e Série 2 225ex.

O novo X1, além do visual, estará disponível também com um novo sistema de tração integral nas quatro rodas, que, aliado a uma suspensão regulável em altura, permite umas incursões fora-de-estrada mais ousadas.

Já o novo Série 3 vem com o design do exterior e do interior atualizados e uma nova gama de quatro motores a gasolina e sete a diesel. Agora, ele também pode ser equipado com o sistema de tração integral nas quatro rodas e, no ano que vem, terá uma versão híbrida plug-in, combinando um motor de quatro cilindros a gasolina com um elétrico que fornecem, em conjunto, 252 cavalos.

O Série 7, segundo a montadora, vem para redefinir o conceito de alto luxo, além de uma condução focada no maior prazer ao dirigir com segurança. Com uma carroceria mais leve e duas configurações de distância entre-eixos, a mais longa indicada para executivos, na mecânica virá com a nova geração de motorização plug-in híbrida na versão 740e. No quesito luxo, além de mimos como bancos com massageadores, teto Sky Lounge iluminado e carregadores de smartphones por indução, o Série 7 terá sistema de estacionamento com controle remoto, Head-Up Display, GPS com informação on-line de tráfego, além de surround View e Panorama View com visualização 3D.

O BMW 225xe vem para ampliar a gama do Série 2 Active Tourer, a partir de 2016. É um plug-in hibrido com sistema de tração integral e um bom espaço interior, já que as baterias ficam sob o banco traseiro, sem afetar o volume interno. Ele combina um motor de 1,5 litro turbo de três cilindros a gasolina, que atua nas rodas dianteiras, e um elétrico nas traseiras. Andando só com eletricidade ele tem uma autonomia de até 41 quilômetros, quando, então, o motor a gasolina entra em funcionamento e o 225xe passa a contar com tração integral. No total são 224 cavalos de potência que lhe permitem um bom desempenho. Mas, o melhor, segundo a BMW, é que ele pode rodar 100 quilômetros gastando apenas 2 litros de gasolina.

Fotos: Divulgação BMW

Deixe seu comentário: