Porsche Panamera 2017

P16_0377_a4_rgb (1800 x 1012)

Conforto de sedã de luxo ou desempenho de superesportivo? São duas características bem distintas, claro! Mas, o novo Porsche Panamera 2017 consegue juntá-las com maestria, principalmente nesta segunda geração do modelo, que acaba de ser lançada na Alemanha. Apesar de ainda guardar uma boa semelhança com o primeiro que surgiu em 2009, foi completamente renovado, desde a carroceria até a mecânica, aprimorando ainda mais os dois conceitos antagônicos.

Inspirado no legendário 911, como sempre, o novo Panamera é ligeiramente maior que o anterior, tanto no comprimento (5.049 mm + 34 mm), quanto na largura (1.937 mm + 6 mm), na altura (1.423 mm + 5 mm) e até no entre-eixos (2.950 mm + 30 mm). Apesar disso, o cupê de quatro portas parece mais baixo que o antecessor, devido a menor altura da capota em 20 mm na parte traseira, o que lhe dá um perfil mais dinâmico. Para aumentar essa sensação, as rodas dianteiras também foram deslocadas mais à frente.

Para ganhar em eficiência, tanto a lateral quanto o capô, porta-malas e asas, são feitas em alumínio. Novas lanternas tridimensionais ligadas entre si por uma fina faixa de LEDS, caracterizam a nova traseira. Para complementar, um novo defletor aerodinâmico embutido, que se estende ao ser acionado.

P16_0382_a4_rgb (1800 x 1012)
P16_0383_a4_rgb (1800 x 1012)
P16_0557_a4_rgb (1800 x 1286)
P16_0460_a4_rgb (1800 x 1012)
P16_0376_a4_rgb (1800 x 1012)
P16_0378_a4_rgb (1800 x 1012)
Novo-Porsche-Panamera-2017-6
Panamera_turbo_2016_porsche_ag (1)
Panamera_turbo_2016_porsche_ag (3) (1650 x 930)

O interior também foi totalmente repensado para dar o máximo de conforto aos quatro ocupantes. Superfícies sensíveis ao toque substituem os clássicos comandos por interruptores. Além disso, mostradores de alta resolução se fundem com o acabamento. Para o condutor (piloto?), o quadro de instrumentos é composto por dois mostradores digitais completamente configuráveis, com o tradicional conta-giros analógico no centro. O console central, com a alavanca seletora de marchas no centro, abriga uma tela de 12,3 polegadas sensível ao toque, que abriga o sistema da nova geração de Gerenciamento de Comunicações da Porsche (PCM), que pode ser configurado individualmente pelo motorista e passageiro. Nela, além dos sistemas de navegação, som, telefonia e climatização, é possível também espelhar smartphones pelo Apple Car Play. Para os passageiros que vão atrás, também é possível controlar o ar-condicionado, além de funções de informação e entretenimento. E, para incrementar o conforto, dá para pedir teto solar panorâmico, bancos com massagem, iluminação ambiente e um sistema de sol 3D da marca Burmester. Ah, e para não ter problemas em uma eventual viagem mais longa, o porta-malas é digno de um sedã dos grandes: 495 litros de capacidade!

Porsche-Panamera-2017-13-774×487
Novo-Porsche-Panamera-2017-10
Panamera_turbo_2016_porsche_ag (2) (1650 x 930)
Panamera_turbo_2016_porsche_ag (1) (1650 x 929)
Novo-Porsche-Panamera-2017-12
Novo-Porsche-Panamera-2017-9
Panamera_turbo_2016_porsche_ag (5) (1650 x 930)

Mas, vamos ao que mais interessa em um Porsche: a mecânica. Os novos motores V6 e V8 do Panamera tem o turbocompressor colocado no centro do “V”, o que permitiu que ficassem mais compactos e, consequentemente, uma montagem mais baixa no carro, melhorando o centro de gravidade, além de respostas mais rápidas. Ambos podem operar em quatro modos distintos: Normal, Sport, Sport Plus ou Individual, que podem ser selecionados por meio de um anel localizado no volante. E, se for necessário um up-grade no desempenho, no centro do anel tem o botão Sport Response que aumenta a pressão do turbo!

Panamera_turbo_2016_porsche_ag (6) (1650 x 930)

O motor do Panamera Turbo é um V8 de 4 litros que entrega 550 cavalos e um torque de 78,5 kgfm entre 1.960 a 4.500 rpm. São 30 cavalos e 7,1 kgfm a mais que o motor anterior, que fazem com que o carrão acelere de 0 a 100 km/h em 3,8 segundos. Para quem quer mais, existe o pacote Sport Chrono, que baixa esse tempo para 3,6 segundos. A máxima é de 306 km/h.

Além do turbocompressor de rotor duplo (twin-scroll), ele também é o primeiro Porsche a ser equipado com um controle adaptativo de cilindros. Quando não se exige desempenho, o motor pode funcionar com apenas quatro cilindros, beneficiando o consumo. Ou seja, o Panamera V8 turbo é capaz de fazer médias de até 10,8 km/l, em um circuito cidade/estrada.

Para quem não se preocupa tanto com o desempenho (se é que se pode assim dizer), tem disponível o Panamera 4S, com tração nas quatro rodas, equipado com o motor V6 biturbo de 2,9 litros, que entrega ao freguês 440 cv (20 a mais que o modelo anterior) e 55,1 kgfm (3,06 kgfm a mais). Ele acelera de 0 a 100 km/h em 4,4 segundos (4,2 com o pacote Sport Chrono), chega aos 289 km/h e, se é que isso importa em um Porsche, é mais econômico: faz até 12,3 km/l.

P16_0386_a4_rgb (1800 x 1012)
P16_0387_a4_rgb (1800 x 1012)
P16_0559_a4_rgb (1800 x 1200)
Panamera_4s_2016_porsche_ag (1) (1650 x 930)
Panamera_4s_2016_porsche_ag (1650 x 930)
Panamera_4s_2016_porsche_ag

Apesar do novo Panamera só chegar às concessionárias na Alemanha, a partir de 5 de novembro deste ano, ele já pode ser encomendado. Lá, o 4S custa a partir de 113.027 Euros e o Turbo de 153.011. Eles também serão importados para o Brasil até o fim deste ano, mas os preços e os pacotes de opcionais ainda não foram definidos.

Agora, curta os vídeos do Panamera 2017 nos links abaixo:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fotos e vídeos: divulgação Porsche

Deixe seu comentário: