O perigo que vem pelas costas

Usar cinto de segurança no banco traseiro é obrigatório e, claro, muito mais seguro, tanto para o passageiro que vai atrás, quanto para aquele que vai à frente. Apesar disso, é comum ver nos carros particulares e nos taxis pessoas sentadas nos bancos traseiros, sem os cintos de segurança. É possível ver o mesmo erro até em novelas e em programas de entrevistas na televisão. Por serem formadores de opinião, deveriam mostrar o que é correto. Em geral, quem senta atrás aparece sem o cinto de segurança. Um absurdo!

Isso acontece porque a grande maioria das pessoas acha que, ao sentar no banco traseiro do carro, estará protegida pelo banco da frente, em caso de uma batida. Ledo engano, já que o encosto do banco dianteiro não foi projetado para suportar esse peso.

Imagine um carro, a 60 quilômetros por hora, batendo em um obstáculo. Se tiver uma criança de 20 quilos solta no banco traseiro, sem estar devidamente amarrada, ela será arremessada para frente, com o peso de 300 quilos! Se for uma pessoa de 60 quilos então, vai pesar uma tonelada. Ou seja, o equivalente a um hipopótamo!

Numa situação dessas, você sabe o que pode acontecer com quem está sentado na frente, amarrado corretamente? A pessoa será esmagada pelo passageiro de trás e a chance de morrer porque o encosto do banco não suportou o peso dele e não pelo acidente, é enorme. Sem falar que, em caso de capotamento, além dele machucar quem vai à frente e quem está ao lado, pode ser jogado para fora do carro, por estar solto.

Assim, ao entrar no carro, verifique se todos estão com os cintos afivelados, mesmo que seja um cinto subabdominal. Não o faça somente pelo fato de poder ser multado por estar transportando alguém sem o cinto, mas, sim, pela segurança de todos. Lembre-se que a responsabilidade por quem você transporta no seu veículo, é sua. E que segurança nunca é demais!

Confira no vídeo, abaixo, o que acontece:

Fotos: Emilio Camanzi

 

 

Deixe seu comentário: