O escorpião ataca

160301_Abarth_124_spider_01 (3261 x 2229)

Abarth 124 Spider

 

Todas as grandes fábricas têm seu departamento esportivo. O da Fiat é a Abarth, famosa construtora e preparadora italiana de carros de competição. Fundada em 1949, pelo austríaco (naturalizado italiano) Carlo Abarth, passou, também, a envenenar carros de rua e a fazer séries especiais de automóveis preparados para a Fiat. Do “veneno” e da astrologia, vieram o símbolo famoso até hoje – o Escorpião – e várias vitórias nas competições, ganhando respeito mundial. Comprada em 1971 pela Fiat, hoje é seu braço esportivo.

A Abarth, por meio de sua equipe de corridas, desenvolveu o novo Abarth 124 Spider (já à venda na Europa), um roadster que promete muita diversão aos seus proprietários, graças às suas origens e concepção: motor dianteiro e tração traseira.

Ele foi baseado no novo Fiat 124 Spider, que compartilha a estrutura com o Mazda Miata MX-5, e esta receita não poderia ser melhor. Apesar de ter um motor 1.4 turbo, de “apenas” 170 cavalos e 25,5 kgfm, o baixo peso do carro – 1.060 quilos – permite uma relação peso/potência de 6,2 kg/cv. Resultado: 0 a 100 km/h em 6,8 segundos e uma velocidade máxima de 232 km/h. O câmbio pode ser manual ou automático com aletas para trocas sequenciais atrás do volante, ambos com seis marchas.

 

160301_Abarth_124_spider_01 (3261 x 2229)
160301_Abarth_124_spider_05 (3144 x 2014)
160301_Abarth_124_spider_06 (3284 x 2415)
160301_Abarth_124_spider_02 (2246 x 1683)
160301_Abarth_124_spider_03 (2623 x 1639)
160301_Abarth_124_spider_04 (2623 x 1639)

 

Para garantir o máximo de prazer ao volante, o diferencial é do tipo autoblocante mecânico; as suspensões foram modificadas, passando a serem do tipo quadrilátero duplo na dianteira e multilink com cinco braços na traseira; amortecedores esportivos da marca Bilstein; molas e barras estabilizadoras mais firmes. Os freios também são especiais, da famosa marca Brembo, com pinças dianteiras de quatro pistões.

Logicamente, não poderia faltar o visual esportivo de pista, inspirado na antiga versão. O capô do motor pode ser pintado em preto fosco, tem nova grade e um extrator aerodinâmico no para-choque traseiro. Faróis em LED e rodas de aro 17 polegadas completam o modelo.

Apesar da proposta “vintage”, a eletrônica está presente para ampliar a esportividade do conjunto por meio do Drive Mode Selector. Com duas possibilidades, normal e sport, ao ser acionado, o sistema modifica os parâmetros de torque do motor; resposta do pedal do acelerador; diminui a assistência à direção; desliga os controles eletrônicos de estabilidade e tração; e incrementa o som no escapamento. Ou seja, deixa todos os controles nas mãos do “piloto”.

Uma versão feita especialmente para os ralis, inspirada no Abarth 124 Rally dos anos 1970, com teto rígido, santantônio e faróis auxiliares, também já foi desenvolvida e deverá entrar nas competições em breve.

 

160301_Abarth_124_rally_01 (2098 x 1400)
160301_Abarth_124_rally_02 (2135 x 1400)

 

Fotos: divulgação Fiat

Deixe seu comentário: