JAC, caminhão urbano e as novidades em 2018

A JAC tem rodado as praças onde atua para apresentar o caminhão de pequeno porte V260, que se enquadra na categoria de Veículo Urbano de Carga (VUC), com PBT de 3,5 toneladas. O caminhãozinho chinês já está a venda no mercado brasileiro, com preço sugerido de R$ 70 mil e chega para fazer frente principalmente com os líderes do segmento Hyundai HR e Kia Bongo.

O V260 chinesinho que este ano deverá fechar suas vendas na China na casa das 150 mil unidades, é equipado com motor turbodiesel 2.0 de 103 cv, 26 kgfm de torque e transmissão manual de seis marchas. De acordo com o fabricante o utilitário tem velocidade máxima de 130 km/h.

Para fazer frente aos concorrentes, a JAC se baseia num cálculo que abrange um valor de quase R$ 4 mil a menos que os sul-coreanos, além de oferecer ar-condicionado como item de série. Diante disso, ela argumenta que os concorrentes equipados com a refrigeração custariam pelo menos R$ 7 mil a mais que o V260. Segundo os executivos da JAC “com esse valor o consumidor consegue pagar pelo implemento que irá colocar no V260 para trabalhar, como uma carroceria tipo baú por exemplo.”

JACV260_01
JACV260_02
JACV260_03

Bola de Cristal

A chegada do modelo no apagar das luzes de 2017 tem suas razões. A JAC está contando os dias para terminar o período do programa Inovar Auto, que se encerra em 31 de dezembro. Daí, a partir de janeiro o governo não irá sobretaxar importadores que excederem o teto de 4.800 unidades anuais.

Diante do novo cenário, a marca espera ampliar suas vendas para 10 mil unidades em 2018, com a inclusão não apenas do VUC, mas também de novos modelos como a versão automática do aventureiro T40 e até mesmo uma picape média com motor diesel e tração 4×4, com proposta para trabalho na faixa dos R$ 100 mil.

Executivos ainda deixaram claro que o foco da marca continua sendo o segmento de utilitários-esportivos e aventureiros, mas também quer apostar em modelos familiares. Tanto que entre os próximos lançamentos, a JAC lançará os modelos T20 e T50. O primeiro é uma versão aventureira do pequeno J2, com motor 1.4 flex, mas com modificações mais expressivas, como o estepe pendurado na traseira. Um caminho parecido com o que a Honda fez com o WR-V. A estratégia da marca é coloca-lo como um rival do Renault Kwid, mas com valor entre R$ 42 mil e R$ 44 mil.

O segundo é uma atualização do atual T5, que além de atender a nova denominação da marca, também passa a contar com transmissão automática do tipo CVT, tal como o T40. E por fim também está cotado para desembarcar no Brasil a segunda geração do monovolume J6. O modelo ganhará carroceria maior e capacidade para oito ocupantes.

JAC_PICAPE
JACT20
JACT50

 

Marcelo Iglesias Ramos – Jornalista | Designer Gráfico – (31) 99245-0855

Fotos: divulgação JAC

 

Para anunciar no site, entre em contato conosco através do e-mail carroscomcamanzi@gmail.com e solicite nosso Mídia Kit.

Inscreva-se e receba nossa newsletter semanal

Seu nome:
E-mail:*
Digite os caracteres que você vê aqui:

Deixe seu comentário: