DICA NA TERRA – Sentado, tombo certo!

Hoje tem muita gente que faz trilhas radicais com quadriciclos, porque acham que são mais confortáveis e fáceis de guiar do que uma motocicleta. Alguns até possuem tração nas quatro rodas, o que facilita a vida. Bons motivos.

Mas é aí que mora o perigo. Por terem quatro rodas, muitos pensam que eles se comportam como um jipe. Em certos aspectos sim, porém são muito mais próximos de uma motocicleta. Não só pelo fato de terem guidão em vez de volante, mas pela própria configuração.

Assim, ao andar em terrenos acidentados, é preciso ficar em pé com os joelhos flexionados funcionando como amortecedores para o corpo e pressionando o tanque para ter um controle maior do veículo. E, ao enfrentar subidas ou descidas radicais, além de ficar em pé, é preciso usar o peso do corpo para melhorar a tração. Nas subidas, com aceleração constante, deve-se jogar o peso para frente para forçar as rodas dianteiras a ficarem no chão obedecendo ao comando do guidão e evitar que o quadriciclo saia da trajetória pretendida ou até mesmo empine, jogando o piloto para trás. Nas descidas é o contrário: o corpo tem que fazer peso sobre as rodas traseiras, fazendo com que elas tenham mais aderência para, se necessário, ajudar a frear ou evitar que o quadriciclo capote de frente. Como se faz em uma motocicleta.

Sentado, meu amigo, realmente é mais confortável, mas dá uma olhada no que pode acontecer.

 

Foto: Divulgação Honda

Um comentário em “DICA NA TERRA – Sentado, tombo certo!

  1. HAUHAUAHUAHAUHAUA. Melhor vídeo que vi na semana!! Deu dó do quadriciclo… acho que o estrago foi considerável.
    Sobre a reportagem, ótimas dicas de pilotagem, Emílio! Obrigado.

Deixe seu comentário: