DICA NA TERRA – Correia dentada

Os jipes mais modernos (e até alguns antigos, como os Jeep Ford), além da conhecida correia do alternador (que movimenta também a bomba de água e a da direção hidráulica, se o carro tiver), têm a correia dentada.

Sua função é a de coordenar a abertura das válvulas de admissão e escapamento, para fazer o motor funcionar.

Como todas as correias, ela também tem uma durabilidade determinada. Normalmente, fica em torno dos 50 mil quilômetros. Mas, é bom lembrar que a durabilidade dessa correia está muito ligada às condições de uso. Isto é, se o carro é realmente usado para o fora-de-estrada, é bom reduzir essa troca para, no máximo, 10 mil quilômetros. E, sempre que possível, dar uma olhada em seu estado.

Lembre-se que, se ela quebrar, o motor não funcionará e pode causar danos internos ao motor, já que as válvulas, por ficarem abertas, podem bater nas cabeças dos pistãos. Sua troca, apesar de simples, requer conhecimento (saber a posição exata dos pistãos e a do comando de válvulas). Isso não quer dizer que você não deva levar uma de reserva. A oficina mais próxima pode ter condições de trocá-la, mas não ter a correia original.

Essa dica (reduzir o tempo de troca, examiná-la com maior freqüência, levar uma de reserva, etc.) vale também para a correia do alternador.

Deixe seu comentário: