NA TERRA – A grande dica

Fim de semana é para esfriar a cabeça, fazer o que gostamos, partilhar nosso prazer com a família, ou seja, curtir. Aliás, os sábados e domingos são os dois dias mais esperados por quem gosta de se embrenhar no meio do mato, achar um atoleiro e usar, na expressão correta da palavra, seu 4×4. Se for apenas um passeio por uma estrada de terra, para ir a um sítio, por exemplo, tudo bem, dá para encarar numa boa sozinho. Mas, se o “passeio” for um pouco mais radical, sozinho NUNCA. Por quê? Simples. Mesmo que você seja um expert em fora de estrada, seu carro pode quebrar no meio da trilha, ou acontecer um acidente e, sem um companheiro em outro veículo para rebocá-lo ou, no mínimo, buscar ajuda, o fim de semana tem uma grande chance de tornar-se uma verdadeira chatice.

Lembre-se, fora-de-estrada quer dizer também passeio em grupo, companheirismo e solidariedade.

 

 

 

4 comentários em “NA TERRA – A grande dica

  1. Emílio, embora sem muita coragem, qualquer hora vou jogar na a lama o meu Willys 52.
    Dizem alguns entendidos que pelo seu tamanho, vai muito bem no off-road!
    Fotos da viatura no Jeep Willys Clube Itapetininga.

    Abraço,
    Zé Edu.

    1. Caro Zé Edu
      Não fica tão apreensivo. Esses Jeep aguentaram uma guerra e ainda estão rodando por ai. O CJ2 é muito esperto e realmente vai muito bem no off-road. Depois é só jogar uma água para tirar a lama que ele fica novo de novo.
      Um abraço

  2. Boa dica! Isso é realmente bom… fora que sempre há histórias inusitadas… como a Pajerinho iO que ficou atolada e um civic foi pelo caminho melhor chegou do outro lado e depois conseguiu ajudar a pajerinho desatolar…

    Viajar em comboio seja no off-road ou no on-road é sempre mto divertido!

Deixe seu comentário: