Tem novos Samurais no pedaço

Subaru Legacy e Outback

Que carro japonês tem fama de durável e que não dá oficina em nosso mercado, garantindo a confiança de seus proprietários, isso ninguém duvida. E quem está querendo aproveitar dessa fama é a Subaru. A marca japonesa está presente em nosso mercado desde 1992. Mas, agora, com uma nova diretoria que, como se diz no popular, resolveu “entrar de sola”, lançou mais dois novos produtos: a sexta geração do sedã Legacy e a quinta do Outback. Dois modelos com propostas diferentes, mas que compartilham a mesma mecânica.

Com um aumento de 55% nas vendas de janeiro a novembro deste ano, em relação ao mesmo período de 2014, a meta da divisão Subaru da CAOA, importadora oficial da marca, é saltar dos 12 concessionários atuais para 20 em 2016, com uma gama de sete modelos: Impreza, Subaru XV, Forester, WRX, WRX STI, Legacy e Outback.

Legacy

Se o design nunca foi o forte da Subaru, agora essa história está mudando. O Legacy, por exemplo, foi todo redesenhado. Com 4,8 m de comprimento (cresceu 4,1 centímetros em relação ao modelo anterior), 2,75 m de distância entre-eixos e 1,5 m de altura total, é o que se pode chamar de “carro grande” pelos padrões do nosso mercado. E esses números refletem-se no amplo espaço interno que acomoda, com conforto, cinco adultos e ainda permite acondicionar 506 litros de bagagens no porta-malas.

Com linhas modernas em estilo cupê, como manda a tendência atual dos sedãs, tem um design que tende para o esportivo, característica ampliada pela grade marcante, com uma segunda entrada de ar no para-choque, faróis com projetores e luzes diurnas em LEDs, belas rodas de aro 18 polegadas e saída dupla de escapamento. Um conjunto que agrada.

Outra assinatura da marca é o chamado motor boxer, ou seja, de cilindros contrapostos, como o do velho Fusca. Mas, fique tranquilo, é só a concepção. O do Legacy é um 3.6 litros, com seis cilindros, 24 válvulas e que entrega bons 256 cavalos e torque de 35,7 kgfm. Como o motor é mais “baixo”, pois os cilindros estão a 180º, acaba baixando o centro de gravidade melhorando, consequentemente, a estabilidade. Está acoplado a um câmbio automático tipo CVT, ou seja, de variação contínua batizada de Lineartronic. Porém, tem sete posições pré-definidas como se fossem marchas, que podem ser selecionadas por meio de aletas no volante.

O conjunto também permite secionar três modos de condução pelo sistema Subaru Intelligent Drive (SI-DRIVE): Intelligent, Sport e Sport Sharp. O Legacy também é equipado com o Active Torque Vectoring, um sistema de controle direcional que nas curvas, caso o carro comece a derrapar, aplica uma leve pressão no freio da roda dianteira interna para reduzir o sub-esterço (saída de frente) e melhorar a resposta à direção. A cereja do bolo, porém, está no Symmetrical All-Wheel Drive, o sistema de transmissão integral, que distribui a potência pelas quatro rodas de maneira simples e direta o tempo todo.

O Legacy é vendido sem opcionais e além de sete airbags, controles eletrônicos de estabilidade e tração, vêm com sistema start/stop, teto solar, bancos revestidos em couro com regulagens elétricas nos dianteiros e câmera de ré.

Outback

Uma coisa engraçada no segmento dos utilitários esportivos são os nomes que cada fábrica resolve dar ao seu para diferenciá-lo do concorrente. A Subaru não ficou para trás nessa onda de “imaginação” com o Outback, e definiu o seu como um “Crossuv”! Ou seja, uma mistura de crossover com SUV.

Nomes à parte, o Outback tem um desenho externo um pouco mais comportado e, claro, carroceria estilo perua, característica dos SUV. O espaço interno é generoso como no sedã, levando cinco adultos, sem problemas. Ganha no espaço para bagagens (560 litros com os bancos no lugar) e têm uma posição mais alta de dirigir, trunfos para os deslocamentos diários na cidade. O acabamento interno segue o mesmo bom padrão do Legacy, inclusive nos equipamentos de série. E também é vendido em versão única, sem opcionais.

Apesar de usar exatamente a mesma mecânica do Legacy (leia-se motor/câmbio/transmissão), tem na distância entre-eixos (1 centímetro a menos) e na altura do solo (21,3 cm, 11,3 a mais que o sedã) os diferenciais. Além disso, tem bons ângulos de ataque (18,6º) e de saída (23,1º), o que lhe permite incursões em um fora-de-estrada com alguma tranquilidade. Para melhorar mais ainda essa característica de aventureiro, o Outback é equipado com o controle de tração integral X-Mode, que atua em condições de pista irregular ou escorregadia, adequando o motor, transmissão e controle de estabilidade para diferentes tipos de terreno. E inclui, ainda, o controle de descida e subida, que mantém a velocidade do veículo constante (determinada pelo motorista), em condições adversas no off-road. Rodas em liga leve, de aro 18, com pneus do tipo uso misto completam o Outback.

Ao volante

O test-drive foi curto e só no asfalto, por isso não deu para avaliar, com precisão, as qualidades aventureiras que a Subaru evidencia no Outback. Mas, deu para sentir que, em ambos, a cavalaria e o torque que o motor de seis cilindros oferece, empurram tanto o Legacy como o Outback com tranquilidade. Vazio ou carregado, tanto faz.

A estabilidade, apesar das dimensões de ambos, graças à tração integral e suspensão independente nas quatro rodas, é ponto alto. Na estrada, mesmo molhada, a segurança que o conjunto passa é de admirar. Fica uma restrição quanto aos barulhos que surgem na suspensão em pisos irregulares, mostrando que deveriam ser melhor “tropicalizadas”. Mesmo no Outback.

OUTBACK_BAIXA (49) (1300 x 872)

Enfim, com cinco anos de garantia sem limite de quilometragem e preço fixo das revisões, com o aumento do número de concessionárias anunciado pela Subaru do Brasil, os compradores terão mais tranquilidade ainda com os produtos. Qualidade que os possuidores de carros da marca costumam comentar por aí.

Preços:

Legacy                                  R$ 152.900

Outback                                R$ 159.900

Ficha técnica e equipamentos de série:

Subaru Outback – Ficha técnica e equipamentos de série

Subaru Legacy – Ficha técnica e equipamentos de série

 

Fotos: divulgação Subaru / Ivan Carneiro

 

De São Paulo, SP.

Emilio Camanzi viajou a convite da Subaru do Brasil.

 

 

Deixe seu comentário: