Regime de gente grande

Novo Audi Q7

A última novidade da Audi aqui no Brasil, não é tão novidade assim. É o novo Q7 que foi lançado em janeiro do ano passado durante o Salão de Detroit, nos Estados Unidos, mas que só chegou por estas bandas agora. Completamente renovado, o maior SUV da Audi foi um dos primeiros a usar a nova identidade visual da marca, com uma grande grade hexagonal e linhas mais angulosas. Novo de ponta a ponta, aumentou o espaço interno, diminuiu por fora e, acredite, emagreceu nada menos do que 325 quilos! Um regime e tanto em relação ao modelo anterior, detalhe que beneficia desempenho, diminui o consumo e polui menos. Só o preço aqui é que continua gordo: a partir de R$ 399.990 na versão Ambition, a única a ser importada.

Equipado com a tração integral permanente quattro, associada a um câmbio automático Tiptronic de 8 marchas e ao novo motor V6 3.0 TFSI, com compressor e injeção direta de combustível, o grandalhão consegue acelerar de 0 a 100 km/h em poucos 6,1 segundos. E chega aos 250 km/h de velocidade máxima, limitada eletronicamente. Além disso, permite uma economia de 28% no consumo de combustível, em relação ao antigo, graças a várias novas tecnologias aplicadas, como redução de atritos internos, uma embreagem eletromagnética que corta o compressor em cargas abaixo de 250 Nm e até um sistema start/stop inteligente, que desliga o motor antecipadamente, antes que a parada seja completa.

Entre as novidades do novo Q7, o painel digital configurável e head-up display, que projeta no parabrisa, à altura dos olhos do motorista, as informações mais importantes sem que ele tenha que desviar os olhos da via.

PPP3663 (1344 x 895)

Com revestimento em couro, ele tem lugar para cinco adultos. Opcionalmente, pode ser equipado com a terceira fileira, ampliando para sete o número de lugares. Interessante é que o encosto de todos os bancos da 2ª e 3ª fileira tem o encosto regulável, além de terem a possibilidade da instalação de fixação pelo sistema Isofix de cadeirinhas infantis. Um ar-condicionado automático, com quatro zonas independentes, garante o bem estar a bordo. Todo o ambiente é iluminado por LEDs e o porta-malas é tamanho família. Quando os sete lugares são ocupados, a capacidade é de 295 litros de bagagem. Com cinco, sobe para 890 e, rebatendo-se também a segunda fileira, vira praticamente um furgão com 2.075 litros disponíveis.

PPP3893 (1344 x 895)

Para que ninguém fique “desconectado”, o Q7 pode ser equipado com o Audi Connect, um hot spot Wi-Fi integrado que permite aos passageiros navegarem e trocarem e-mails com seus celulares. E para quem curte realmente um bom som, tem a opção do sistema Bose 3D, que é composto de um amplificador de 558 watts com 15 canais, usa 19 alto-falantes e, através de um inovador algoritmo, cria um palco sonoro virtual, dando às pessoas a sensação de estarem de frente a um palco.

No campo da assistência ao motorista, ele pode ser equipado, opcionalmente, com o assistente de visão noturna, que detecta e exibe no cockpit virtual do motorista, a imagem de animais ou pessoas a uma distancia de 100 metros. A cereja do bolo, porém, é o eixo traseiro dinâmico, também opcional, que torna as quatro rodas direcionais. O sistema instalado no eixo traseiro, atua por meio de um comando elétrico e duas barras de direção que viram as rodas traseiras em até 5 graus. Em velocidades entre 5 e 15 km/h, elas viram na direção oposta, deixando o SUV mais ágil. O diâmetro de giro também fica 1 metro menor, facilitando a vida do motorista nas manobras. Em velocidades maiores, as rodas traseiras seguem o movimento das dianteiras num ângulo de até 3,5 graus, melhorando a resposta ao volante e aumentando a estabilidade em manobras evasivas, como uma mudança rápida de faixa.

Como você vê, se a sua conta no banco for gorda, dá para ter um carrão e tanto!

Equipamentos de série, opcionais e ficha técnica – Audi Q7

 

Fotos: divulgação Audi

 

Deixe seu comentário: