Recuperar, só se for o juízo!

Há pouco tempo atrás, aqui no Dica Segura, falamos da importância dos amortecedores no automóvel (De olho no balanço). Bom, mas não custa repetir que eles são os responsáveis pelo conforto e, principalmente, pela estabilidade do veículo nas curvas e em linha reta. Por isso, é de extrema importância que estejam funcionando corretamente para que o carro ande com toda a segurança.

Porém, como se desgastam e são caros, a tentação de colocar os recondicionados ou os remanufaturados, que são mais baratos, acaba sendo grande. Não faça isso! Claro que é possível recondicionar ou remanufaturar um amortecedor. Mas, para que o serviço seja bem feito é necessário um trabalho tão grande e demorado que a peça ficaria mais cara que uma nova.

Resultado: para recuperar a peça e vende-la mais barato do que a nova vem a chamada “gambiarra”. Fazem um pequeno furo no corpo do amortecedor, trocando o óleo velho do amortecedor por um óleo novo de motor. Depois, o buraco é fechado com Durepox, a peça é lixada e, finalmente, pintada para esconder o “remendo”. O que acontece é que o amortecedor usa um óleo especial mais fino. Com o óleo de motor mais grosso colocado lá, em um primeiro momento a sensação é que ele voltou a funcionar. Mas, como não foi trocada nenhuma peça interna que se desgastou, logo logo estará como antes, senão pior. Outra esperteza é a de apenas lixarem e pintarem o amortecedor.

Ou seja, não funciona como o novo, o carro continua sem estabilidade, você joga dinheiro fora e tem a grande possibilidade de gastar mais por causa de um acidente. Por isso, ao trocar os amortecedores, não caia em tentação! Coloque novos para não pôr em risco a sua vida e a de outros. É muito mais seguro.

Fotos: Internet

Deixe seu comentário: