NA TERRA – Rampa de lançamento

Um lema básico que se deve seguir ao fazer uma trilha radical é sempre “ter cautela”. Tem muito jipeiro que, ao encarar uma subida forte, pisa fundo no acelerador e sai voando do outro lado. Plasticamente, isso é muito bonito. Mas, além de perigoso, pois não se sabe como vai cair, pode ter algum obstáculo e provocar um acidente com conseqüências graves, ou, na melhor das hipóteses, comprometer a suspensão e a transmissão.

Por isso, ao enfrentar uma subida íngreme é preciso ter um pouco de precaução para não fazer dela uma “rampa de lançamento”. Ou seja, para evitar que o veículo dê um salto ao terminar a subida, com a tração 4×4 e a reduzida engatadas, acelere firme no início da subida e, ao sentir que o carro está com aderência e ganhando velocidade, alivie um pouco a pressão no acelerador.

Quando perceber que as rodas dianteiras chegaram ao topo, desacelere progressivamente para evitar que pulem e, ao cair novamente no chão, não deem um tranco na transmissão, o que poderia quebrá-la.

Lembre-se também que, em uma trilha, preservar a integridade do veículo para que ele possa te levar de volta sem problemas, pode significar a diferença entre ter um dia cheio de aborrecimentos, para você e seus companheiros, ou um dia feliz com a turma toda.

 

Foto: arquivo do Blog

Deixe seu comentário: