Mercedes com sotaque paulista

Agora não falta mais nada. O Mercedes-Benz Classe C já está sendo produzido na fábrica brasileira que a marca alemã construiu e inaugurou em Iracemápolis, interior de São Paulo. Essa é a 26ª fábrica de automóveis da marca em todo o mundo e teve o investimento de 600 milhões de reais, além de criar mais de 500 empregos diretos, que devem chegar a 750 até o fim deste ano.

Inauguração da fábrica 1

Apesar da crise econômica que o Brasil está enfrentando, a Mercedes não tem porque lamentar. No ano passado, obteve o recorde de vendas no Brasil e no segmento de carros de luxo com 17.525 unidades emplacadas. Um aumento de 47% em relação a 2014. Só o Classe C, que agora está sendo feito na nova fábrica, colaborou com 7.532 unidades, sendo também o modelo mais vendido do segmento premium de nosso mercado. E, apesar do cenário, a expectativa é que, neste ano, o recuo nas vendas dos carros de luxo seja bem menor do que o do restante do mercado. Aliás, é a mesma aposta que a Audi e a BMW, que já produzem aqui no Brasil, também estão fazendo.

Esta não é a primeira vez que a Mercedes-Benz constrói uma fábrica de automóveis no Brasil. A primeira foi em Juiz de Fora, Minas Gerais, que produziu o antigo Classe A de 1999 a 2005, chegou a montar o Classe C exclusivamente para exportação aos Estados Unidos e, atualmente, produz caminhões. Esta segunda, em Iracemápolis, demorou 19 meses desde o anúncio da construção até sua inauguração. Segundo os executivos da marca, ela é, atualmente, referência em termos de layout e tecnologia para fábricas de porte médio, o que permite uma produção flexível e de qualidade para atender a demanda local. Além disso, por estar conectada com todas as fábricas da Mercedes no mundo, ela também tem acesso aos dados de produção e à gestão de processo das outras. Ou seja, cada uma das instalações e todos os robôs, por exemplo, podem ser controlados e atualizados recebendo novos programas de software de maneira centralizada. Detalhe que vai permitir que qualquer produto, feito na Alemanha ou em qualquer outra fábrica do grupo, seja produzida, rapidamente, aqui também.

Produção Mercedes-Benz Classe C - 2 (1771 x 1181)

A previsão é que sejam produzidos, até o fim do ano, 20 mil veículos com apenas um turno de trabalho. Por enquanto, só o Classe C está sendo produzido em três versões: o C180 com motor 1.6 turbo de 156 cavalos, o único que é flex, o C200, 2.0 turbo de 184, e o C250, com o mesmo motor 2.0 só que com 211.

O segundo modelo a ser fabricado em Iracemápolis, será o SUV compacto GLA, com o motor 1.6 turboflex na versão 200, enquanto que o 250 terá o motor 2.0 turbo de 211 cavalos.

 

Fotos: divulgação Mercedes-Benz

2 comentários em “Mercedes com sotaque paulista

    1. Caro Julio Cesar
      Não, o Classe C que já está sendo produzido em Iracemápolis é o de última geração, como ilustra a foto de abertura da materia. A que está embaixo foi um erro meu, acabou passando batido que era o geração antiga… Desculpe e obrigado por nos alertar. Já estamos corrigindo. Por favor, continue “de olho”, e nos comunique se encontrar alguma coisa errada.Vai nos ajudar muito.
      Mais uma vez obrigado. Um grande abraço

Deixe seu comentário: