Lamborghini Aventador S, mais uma fera à solta

Atenção amantes de Lamborghinis e com boas contas bancárias. A famosa casa de Sant’Agata Bolognese, na Itália, já abriu as vendas de sua mais recente novidade, a nova geração do Aventador S, o carro chefe com motor V12 da marca. Só não dá para ter muita pressa, já que as primeiras unidades somente vão começar a ser entregues a partir da primavera na Europa, que começa no dia 21 de março.

E ele vem com boas novidades. Mantendo o icônico design, teve várias modificações e novos recursos aerodinâmicos focados no desempenho; um novo sistema de direção com as quatro rodas esterçantes; suspensão renovada; e eletrônica melhorada, além de modos de condução personalizáveis. Claro que o motor V12, para justificar a sigla S, também recebeu um belo trato e ganhou nada menos do que 40 cavalos em relação ao anterior. Agora, são singelos 750 cv, permitindo à fera acelerar de 0 a 100 km/h em 2,9 segundos e chegar aos 350 km/h de velocidade máxima.

Se o perfil praticamente permaneceu o mesmo, com exceção dos arcos das rodas traseiras que lembram as do Countach, na dianteira e traseira foram feitas as maiores modificações, com o propósito de alcançar uma melhor eficiência aerodinâmica. A frente ficou mais agressiva e tem um divisor para redirecionar o fluxo de ar para refrigerar melhor o radiador e o motor. Foram colocados também dois dutos de ar nas laterais do para-choque dianteiro para reduzir a interferência aerodinâmica dos pneus e, também, aperfeiçoar o fluxo de ar para o radiador traseiro. Na traseira, o Aventador S recebeu um difusor de ar em preto, disponível como opcional em fibra de carbono. Tem uma série de aletas verticais que amplificam os efeitos de fluxo de ar, reduzindo o arrastro aerodinâmico e, ao mesmo tempo, gerando mais downforce para manter a traseira grudada ao chão. Três saídas individuais de escapamento no centro do para-choque, complementam a traseira. O aerofólio traseiro é ativo e tem três posições definidas de acordo com a velocidade e o modo selecionado de condução.

Aventador
457865 (2657 x 1771)
457906 (2338 x 1169)
457911 (1980 x 1320)

Os resultados do desempenho aerodinâmico do Aventador S são bem animadores. O downforce dianteiro foi melhorado em mais de 130% e, quando a asa traseira está na sua posição ideal, a eficiência global de alta pressão aerodinâmica foi melhorada em mais de 50%.

Para garantir uma dirigibilidade ainda mais emocionante, o novo Aventador S vem equipado – pela primeira vez de série em um carro da marca – com sistema de direção com as quatro rodas esterçantes. O sistema proporciona maior agilidade em velocidades baixas e médias e mais estabilidade em alta velocidade. A suspensão é ativa e foi recalibrada para trabalhar em sintonia com o novo sistema de direção. Recebeu, também, novas molas traseiras para melhorar o equilíbrio do carro.

O Aventador S tem tração permanente nas quatro rodas que distribui o torque para as rodas de acordo com a necessidade. O sistema é integrado ao novo “cérebro” do carro, chamado de LDVA (Lamborghini Dinamica Veicolo Attiva), que recebe as informações sobre a movimentação do veículo por meio de sensores distribuídos pelo carro. Com essas informações, o sistema define em tempo real qual o melhor set-up de todos os sistemas ativos, a fim de garantir a melhor dinâmica do veículo em cada condição.

Outra novidade do Aventador é a possibilidade de escolher, por meio de um botão no painel, quatro diferentes modos de condução. O sistema atua no motor, câmbio, tração, direção e suspensão. O modo Strada, o mais confortável, é o indicado para uso diário; o Sport, para que gosta da sensação de um carro esportivo; enquanto que o Corsa é adequado para o desempenho máximo em uma pista, durante um Track Day. A novidade do sistema é a opção Ego, que permite ao motorista regular o carro de acordo com suas preferências.

O motor V12 aspirado de 6,5 litros de cilindrada, entrega 750 cavalos de potência e nada menos do que 70,4 kgfm de torque. Para ganhar os 40 cavalos adicionais em relação ao anterior, foram otimizados os sistemas de válvulas variáveis, enquanto que a rotação máxima passou de 8.350 para 8.500 rpm, além de um novo sistema de escapamento. A transmissão é robotizada com 7 marchas, que podem ser trocadas em velocidades de até 50 milissegundos.

457866 (1753 x 1169)
457868 (1753 x 1169)
457867 (1753 x 1169)
457903 (1774 x 1167)

Apesar dessa fúria toda, para uma maior eficiência energética, o Aventador S vem equipado com sistema start/stop do motor em paradas e outro que desliga seis cilindros quando não se exige potência do motor. Os freios a disco ventilados são de cerâmica de carbono e, a 100 km/h, param o carro em 31 metros.

Por dentro, o destaque fica para um novo painel digital em alta resolução que pode ser configurado com opções combinadas para os modos de condução (Strada, Sport, Corsa e Ego), além de outras que podem ser escolhidas pelo motorista. A conectividade fica por conta do sistema Apple CarPlay de série. Para quem curte monitorar seu desempenho e o do carro em uma pista, a Lamborghini oferece como opcional o sistema de telemetria, que permite gravar os tempos de volta, além de dados de aceleração e potência entre outros. Como não poderia deixar de ser, o interior pode ser personalizado pelo proprietário por meio do programa Ad Personam da Lamborghini.

Bom, agora só falta saber o preço. Para o Brasil, não tem nada definido ainda, mas você pode ter uma base pelo que vai custar lá fora:

na Europa, 281.555 euros;

no Reino Unido, 225.955 libras esterlinas;

nos Estados Unidos, 421.350 dólares;

na China, 6.739.673 iuanes;

no Japão, 41.578.179 ienes.

Ah, na Europa e no Reino Unido, esses preços são sem os impostos.

 

Fotos: divulgação Lamborghini

 

Para anunciar no site, entre em contato conosco através do e-mail carroscomcamanzi@carroscomcamanzi.com.br e solicite nosso Mídia Kit.

Deixe seu comentário: