Citroën C4 Lounge, racionalizando para economizar

Citroen C4 Lounge

Uma das coisas que o programa do governo Inovar Auto tem feito de bom, foi o de provocar nas fábricas de automóveis, uma corrida para conseguir uma melhor eficiência energética de seus carros. O resultado foram novos motores e aprimoramentos em outros para alcançar novos objetivos e receberem a almejada classificação A no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular do Inmetro.

A Citroën, claro, não ficou atrás e resolveu racionalizar a produção do C4 para os modelos 2017. Equipou todas as variantes do modelo exclusivamente com o motor 1.6 THP Flex turbo, mais econômico que o 2.0 que usava em algumas versões. Com injeção direta, 173 cavalos com etanol e 166 com gasolina, 24,5 kgfm de torque máximo, aliado a uma nova caixa de marchas manual de seis velocidades e melhorias na gestão elétrica para diminuir as perdas de potência, permitiu, segundo a Citroën, melhorar o consumo do modelo em até 17% em relação às versões anteriores com motor 2.0 aspirado. A nova caixa de câmbio é produzida na França, na fábrica em Valenciennes. É a mesma que equipa o modelo esportivo DS 3, porém com uma redução no diferencial em 10%, para permitir ao C4 respostas mais rápidas em retomadas de velocidade. Com esse conjunto mecânico, o C4 pode fazer de 0 a 100 km/h em 9,1 segundos e chegar aos 215 km/h (limitados eletronicamente) quando abastecido com etanol.

Se no design, a linha 2017 tem apenas um novo conjunto ótico, por outro lado, todas as versões agora são equipadas, de série, com os importantes controles eletrônicos de tração e estabilidade e auxiliar de partida em subidas; receberam uma nova calibragem da suspensão dianteira; e nova central multimídia, com tela de 7 polegadas sensível ao toque, que permite o espelhamento de celulares (Mirror Screen) e com recursos de conectividade, como o Mirror Link, CarPlay e o Link MyCitroën, que armazena informações do veículo no telefone.

BAIXA-1794
BAIXA-1039
BAIXA-1361
BAIXA-2563
BAIXA-2564
BAIXA-2565
Citroën C4 Lounge 2017_Interior_2_bx
Citroën C4 Lounge 2017_Interior_3_bx

O câmbio automático de seis marchas, opcional na versão de entrada, Origine e, de série, na Tendance e Exclusive, também foi reprogramado com o foco na diminuição do consumo de combustível. Além disso, agora vem equipado com a função EcoDrive, acionada por meio de um botão na base da alavanca de seleção, que permite diminuir ainda mais o consumo de combustível ao trocar de marcha em rotações mais baixas. Segundo a Citroën, a melhora com o novo câmbio automático foi de 11%, comparado aos modelos anteriores, e o carro passou da etiqueta “C” para a “A” no consumo do programa de etiquetagem do Inmetro.

Na suspensão, os C4 2017 receberam novos amortecedores dianteiros, melhorando o conforto e, ao mesmo tempo, dando uma melhor dirigibilidade com respostas mais ágeis aos comandos da direção. Outra novidade é o preço fixo de R$ 365 para as revisões de 10, 20 e 30 mil quilômetros. O C4 tem 3 anos de garantia contratual e de 6 anos de garantia anticorrosão perfurativa. Os novos modelos já estão nas concessionárias.

 

Preços:

C4 Lounge Origine (manual)                   R$ 69.990

C4 Lounge Origine (automático)            R$ 77.590

C4 Lounge Tendance (automático)        R$ 81.590

C4 Lounge Exclusive (automático)         R$ 92.590

 

Fotos: divulgação Citroën

4 comentários em “Citroën C4 Lounge, racionalizando para economizar

  1. Concordo com você Gilberto, mas das três marcas francesas a Citroen, na minha opinião é a melhor no conjunto.

  2. A citroen é uma grande marca e tem condições de colocar produtos de boa qualidade no mercado brasileiro. É esta indefinição, crônica em todas as marcas francesas, a causa desta letargia no aumento da participação no mercado Brasileiro. O Duster da Renault, por exemplo, ainda carece de um conjunto motor/transmissão atualizados, além de um mínimo de melhoria do conforto. A relação custo/benefício já lhe é muito favorável, mas a modernidade…

Deixe seu comentário: