Rede elétrica, o ar agradece

 

carro-eletrico

Quando dissemos “carro elétrico, você ainda vai poder ter um”, não era brincadeira não. Além de várias fábricas já terem um carro elétrico em linha de produção, agora está sendo dado um passo muito importante para a implementação do sistema e para facilitar a adoção em massa desses veículos no mercado. Na Europa, o Grupo BMW, a Daimler AG, a Ford e o Grupo Volkswagen, junto com a Audi e a Porsche, assinaram um memorando de intenções para criar uma rede de recarga com a maior potência da Europa. Resultado: além de uma maior viabilidade no uso de carros elétricos com bateria, mais um passo importante também no que se refere a sustentabilidade do meio ambiente, já que os carros elétricos têm índice zero de emissão de poluentes.

O projeto prevê a construção de várias estações de recarga ao longo das estradas européias, distribuídas de forma que permitam aos motoristas fazerem viagens de longa distância com veículos elétricos, independentemente da marca. Essa rede de recarga ultrarrápida e de alta potência, com até 350 kW de capacidade, será muito mais rápida que os sistemas atuais. Sua construção está prevista para começar em 2017, com cerca de 400 pontos na Europa. Até 2020, a expectativa é evoluir a experiência de recarga para torná-la tão fácil quanto o reabastecimento nos postos de combustível convencionais.

A rede será baseada no padrão de tecnologia conhecido como Sistema de Carga Combinado (CCS – Combined Charging System). A infraestrutura planejada, expande o padrão técnico existente de recarga de veículos elétricos em corrente alternada (CA) e corrente contínua (CC), para um novo nível de capacidade, com recarga rápida em CC de até 350 kW. Veículos elétricos projetados para operar com essa potência, independentemente da marca, podem ser recarregados em uma fração do tempo, comparados aos elétricos atuais. A rede foi criada para atender todos os veículos equipados com sistema CCS e facilitar a sua adoção na Europa, usando um conector totalmente compatível com a maioria das atuais e futuras gerações de carros elétricos

Os sócios fundadores – Grupo BMW, Daimler AG, Ford e Grupo Volkswagen – terão participação igual no acordo, porém, outros fabricantes também serão incentivados a participar da rede para ajudar na criação de soluções, bem como contar com a cooperação de parceiros regionais. A formação da “joint venture” ainda está sujeita à realização dos acordos definitivos e aprovação do controle de fusões em várias jurisdições. Mas, uma coisa é certa, o futuro do carro elétrico como meio de transporte sustentável, já está selado.

 

Foto: Divulgação da Ford

Deixe seu comentário: