Lunar quattro, a Audi no mundo da Lua

a154521_large-2088-x-1392

Antes de ir para a Lua, o Lunar quattro, um jipinho desenvolvido em parceria com a Audi para andar em nosso satélite, vai dar uma passada no Salão do Automóvel de São Paulo, que vai do dia 10 a 20 deste mês, como uma das atrações no estande da marca. Será uma boa oportunidade para ver de perto um veículo com características off-road, que tem uma velocidade máxima de 3,6 km/h e foi feito para andar em condições extremas de solo e temperatura.

O Lunar quatro, tecnicamente, é uma sonda não tripulada, que poderá ser lançada no espaço em 2017, a bordo de um foguete, viajando uma distância de mais de 380 mil quilômetros e chegando ao seu destino, a Lua, em cinco dias. O veículo deverá explorar, pelo menos, 500 metros do território lunar e transmitir vídeos e imagens em alta definição para a Terra.

Ele foi produzido pelos cientistas alemães da Part-Time Scientists, com o suporte tecnológico da Audi, e participa do projeto Google Lunar XPrize, um concurso que tem como objetivo inspirar engenheiros do mundo todo no desenvolvimento de métodos de baixo custo para a exploração espacial.

a158241_medium-1-1157-x-818
a154523_large-2088-x-1392
a160178_medium-1754-x-1240
a168371_medium-1241-x-1754
a168373_medium-1240-x-1754
a168378_medium-1241-x-1754
a168374_medium-1240-x-1754

A Audi é a única montadora a participar do projeto, sendo a responsável pelo desenvolvimento de componentes leves, tração integral quattro e tecnologia da condução autopilotada. Especialistas da marca trabalham no projeto desde 2015, fornecendo o know-how tecnológico da engenharia leve e a experiência na otimização do design, para preparar o Lunar quattro para a sua missão na Lua. E o jipinho acabou sendo batizado de “Audi lunar quattro”.

Durante o seu desenvolvimento, a sonda passou por várias fases de testes e apresenta entre seus componentes um painel solar ajustável, que utiliza os raios do sol como fonte de energia para uma bateria de íons de lítio, responsável por alimentar quatro motores elétricos, um em cada roda, além dos equipamentos de transmissão e de condução. Existem, ainda, três câmeras montadas na frente do veículo, duas estereoscópicas e uma científica, para as análises dos materiais, que são as responsáveis por captar as imagens que serão enviadas para a terra.

 

Fotos: divulgação Audi

Deixe seu comentário: