Chevrolet Montana 2017, na onda da economia

Montana_Sport_2017_

Na esteira do Onix, Prisma, Cobalt e Spin, agora chegou a vez da picape Montana 2017. Disponível só na versão com motor 1,4 litro e derivada do descontinuado Agile, não têm novidades no visual em relação ao modelo 2016, mas recebeu várias alterações mecânicas. É apresentada, agora, pela Chevrolet, como a mais econômica do Brasil, tanto na cidade quanto na estrada.

Entre as melhorias mecânicas, que, segundo a fábrica, permitiram que melhorasse em até 13,2% em eficiência energética e recebesse a nota A no programa nacional de etiquetagem, estão: o motor com novos pistões e bielas mais leves, alternador de alto rendimento, sistema de arrefecimento com ventilador de menor atrito e utilização de óleo de baixa viscosidade (0W20). Segundo dados do Inmetro, a Montana faz 11,4 km/l de gasolina na cidade e 13,4 na estrada, enquanto que, com etanol, são 7,9 km/l e 9,2 km/l respectivamente.

Complementam as modificações, freios de baixo arrasto, novos rolamentos nos cubos de rodas, pneus verdes e defletores aerodinâmicos sob o assoalho para reduzir a resistência ao vento, além do indicador de mudança ideal de marcha no painel. Para completar, a Montana 2017 ganha, ainda, em todas as versões, direção hidráulica e a útil capota marítima, além do protetor de caçamba. Para diferencia-la externamente, só o logotipo ECO na tampa traseira.

01_GM_22-08-16_Montana_LS_2017_a (3427 x 2287)
02_GM_22-08-16_Montana_LS_2017 (3185 x 2126)
03_GM_22-08-16_Montana_LS_2017_d (3389 x 2261)
04_GM_22-08-16_Montana_LS_2017_c (1840 x 1228)
06_GM_22-08-16_Montana_Sport_2017_b (3218 x 2148)

O motor 1.4 entrega 94 cavalos de potência e 12,9 kgfm de torque, com gasolina, e 99 cv e 13,0 kgfm com etanol. Apesar dos valores continuarem os mesmos do modelo anterior, com a reprogramação da central eletrônica, a curva de torque foi modificada, permitindo que melhorasse também em desempenho. Segundo a GM, a Montana agora faz de 0 a 100 km/h em 10,4 segundos, quase um segundo a menos que o modelo anterior.

Outra característica enfatizada pela Chevrolet é a capacidade de carga de 756 kg. Segundo a fábrica, é até 7% superior às principais concorrentes.

Além da versão LS, a Montana é disponível na versão Sport, mais sofisticada, com rodas em liga leve de aro 16 polegadas, faróis com máscara negra, luzes de neblina e rack no teto. Entre os equipamentos de série, essa versão tem sensor crepuscular para acendimento automático dos faróis, controle de velocidade de cruzeiro, protetor do vidro traseiro, trio elétrico e computador de bordo.

Ambos os modelos são equipados com câmbio manual de cinco marchas. A LS custa a partir de R$ 45.550 e a Sport de R$ 55.550.

 

Fotos: divulgação General Motors

Deixe seu comentário: