A Giulia está de volta

160510_Alfa-Romeo_Giulia_02 (1520 x 1013)

Demorou um pouco para que a família da nova Alfa Romeo Giulia, que foi apresentada no Salão de Genebra em março, chegasse ao mercado europeu. Um alento para os fãs da marca que já tinham sentido o gosto com a versão Quadrifoglio, a mais apimentada da nova Giulia.

Esta pode ser, também, uma boa notícia para nós, pois com esse novo modelo, existe a possibilidade da Alfa Romeo fazer seu retorno ao Brasil, como marca premium da Fiat, para disputar o segmento com Mercedes-Benz Classe C, BMW 320i e Audi A4.

Com muito luxo no acabamento interno, mas sem perder o toque esportivo característico da Alfa Romeo, são cinco as versões disponíveis, atualmente, para o mercado italiano: Giulia, Super, Quadrifoglio e mais duas, Business e Business Sport, indicadas para executivos. Um detalhe que, talvez, os “Alfistas” de carteirinha, lá na Europa, torçam o nariz é quanto aos motores disponíveis para todas as versões, exceto a Quadrifoglio. Por enquanto, são apenas dois diesel de 2,2 litros, com 150 ou 180 cavalos, que podem fazer par com um câmbio manual de 6 marchas ou automático de 8. Mais à frente, estarão disponíveis, também, motores a gasolina que equiparão, inclusive, os modelos a serem exportados.

160510_Alfa-Romeo_Giulia_HP (1615 x 1077)
160510_Alfa-Romeo_Giulia_09 (1520 x 1013)
160510_Alfa-Romeo_Giulia_08 (1520 x 1013)
160510_Alfa-Romeo_Giulia_01 (1520 x 1013)
160510_Alfa-Romeo_Giulia_30 (1900 x 1267)
160301_Alfa-Romeo_Ginevra-Giulia_08 (2362 x 945)
160510_Alfa-Romeo_Giulia_18 (1900 x 1267)
160510_Alfa-Romeo_Giulia_34 (1520 x 1013)
160510_Alfa-Romeo_Giulia_28 (1520 x 1013)
160510_Alfa-Romeo_Giulia-Quadrifoglio_11 (1710 x 1140)
160510_Alfa-Romeo_Giulia-Quadrifoglio_02 (1710 x 1140)
160510_Alfa-Romeo_Giulia-Quadrifoglio_07 (1710 x 1140)

A “cereja do bolo”, claro, ficou com a versão esportiva Quadrifoglio, equipada com um V6 de 2.9 litros de cilindrada, biturbo, de 510 cavalos e 61,2 kgfm de torque, acoplado a um câmbio manual de seis marchas, que fazem o bólido arrancar de 0 a 100 km/h em 3,9 segundos e chegar aos 307 km/h de máxima. Desempenho para “Alfista” nenhum botar defeito.

Seguindo a tradição Alfa Romeo do chamado “Cuore Sportivo” (coração esportivo), oferecendo o máximo de prazer ao dirigir, a tração é nas rodas traseiras em todas as versões e a suspensão independente nas quatro rodas (braços duplos na dianteira e de “quatro braços e meio” – novo sistema patenteado pela Alfa – na traseira). Além disso, uma das grandes preocupações foi com a relação peso/potência. Para tanto, o eixo cardã é em fibra de carbono, enquanto que os motores, suspensões, freios, portas, para-lamas e capô do motor são feitos em alumínio. O resultado foi um peso de 1.374 quilos para a versão 2,2 Diesel de 180 cavalos.

Na Quadrifoglio, o capô, o spoiler dianteiro, o aerofólio traseiro e as minissaias laterais também são em fibra de carbono, resultando num peso total de 1.524 kg, com uma relação peso/potência de 2,99 kg/cv. Para quem quiser mais esportividade ainda, estão disponíveis, como opcionais, freios a disco em carbono e bancos tipo competição da Sparco, com estrutura em fibra de carbono.

Todos os modelos já vêm equipados de série com vários itens de segurança, além dos sistemas eletrônicos de estabilidade e tração, como o controle automático de velocidade adaptativo, com sensor que identifica pedestres e freia o carro, e assistente de faixa de rodagem. Rodas de aro 16”, ar-condicionado digital de duas zonas e sistema de entretenimento, com tela de 6,5”, também são de série.

E aí, difícil não gostar, não é? Bom, pelo menos por enquanto, vamos curtir as fotos e os vídeos:

 

 

Fotos e vídeos: divulgação Alfa Romeo

 

Para anunciar no Blog, entre em contato conosco através do e-mail carroscomcamanzi@carroscomcamanzi.com.br ou do formulário de contato do site e solicite nosso Mídia Kit.

Inscreva-se e receba nossa newsletter semanal

Seu nome:
E-mail:*
Digite os caracteres que você vê aqui:

Deixe seu comentário: